Google+ Badge

PROSÓDIAS

FACEBOOK

FESTINA LENTE PELO MUNDO

Map
Loading...

Follow by Email

BO ! (aramaico)

dezembro 10, 2008

Mesa-redonda:relação entre "Sci-Fi" e demais gêneros

Estão já no Youtube, filmadas por Gilberto Tensai, as imagens do lançamento da revista Portal Neuromancer, que aconteceu na última sexta-feira, em São Paulo. Abaixo, uma das partes do vídeo. Para encontrar as outras, basta procurar por "Portal Neuromancer".

dezembro 02, 2008

O "PORTAL NEUROMANCER" por Rogers Silva, colega

http://www.rogerssilvaoriginal.blogspot.com/ Eis o link (fonte) para a concepção do escritor mineiro (Uberlândia) Rogers Silva (colega meu na revista P.NEUROMANCER) para a filosofia do projeto. A presença dele no lançamento será n/ão presencial. Coisas da Sci fi...

novembro 24, 2008

CONVITE (tenho 4 contos nesta edição de lançamento)

AUTORES LISTADOS: Ana Cristina Rodrigues, Ataíde Tartari, Fábio Fernandes, Geraldo Lima, Jacques Bárcia, J.P.Balbino, LIma Trindade, Luis Bras (Portugal), Marco Antônio de Araújo Bueno*, Nelson de Oliveira (coord.), Roberto de Souza Causo, Rogers Silva e Tiago Araújo.
(Escritores de outros estados gravaram suas falas.)

novembro 17, 2008

"Processador Central"- Sci Fi publicado no Ganganta da Serpente

O link http://www.gargantadaserpente.com/coral/contos/maab_processador.shtml remete ao meu primeiro conto breve de ficção científica, do começo do ano. Com voz narrativa feminina e anterior aos experimentalismos de linguagem que marcariam os Sci Fi subseqüentes, como no "Sobre a Explosão na 'E.H.M'. - Desdobramentos", tão pouco palatável (era esta a idéia: sacudir os convencionalismos do meinstream) que não pontuou o suficiente para ser publicado, em definitivo, no complicado site Portal Literal. A propósito, todos o demais textos ( um conto que terminou entre os trinta finalistas no Off Flip/2008, uma crônica bem datada e os trinta microcontos - monofrásicos e de dez palavras, a maioria - foram publicados. Postarei os respectivos links oportunamente.

novembro 14, 2008

Lista com liks de publicações e de votações em 48h no P.LITERAL

LINKS DOS TEXTOS PARA VOTAÇÂO NO “PORTAL LITERAL”

[ O LINK DO MEU PERFIL ESTÁ NO “FESTINA LENTE” ]

“A Fila” - http://www.literal.com.br/banco/texto/a-fila-1#c139 PUBLICADO!

“Sobre a Explosão na E.M.H. – Desdobramentos” -http://portalliteral.terra.com.br/banco/texto/sobre-a-explosao-na-ehm-desdobramentos-1


Infelizmente, sua colaboração para o Portal Literal "Sobre a Explosão na E.H.M.– Desdobramentos" não recebeu votos suficientes para a publicação definitiva no site. Ela, porém, continuará disponível para você e todos os demais visitantes do site na página do seu perfil, que pode ser acessada pelo
link:http://www.portalliteral.com.br/banco/texto/sobre-a-explosao-na-ehm-desdobramentos-1#c

“A História sem Fim...” -http://portalliteral.terra.com.br/banco/texto/a-historia-sem-fim


Infelizmente, sua colaboração para o Portal Literal "A HISTÓRIA SEM FIM" não recebeu votos suficientes para a publicação definitiva no site. Ela, porém, continuará disponível para você e todos os demais visitantes do site na página do seu perfil, que pode ser acessada pelo link:http://174.133.216.154/banco/texto/a-historia-sem-fim#c

“Meã Culpa” PUBLICADO!

Sua colaboração para o Portal Literal "Hora e vez de Pardoca" acaba de passar para a sala de votação no site e já pode ser votada no link:http://www.portalliteral.com.br/banco/texto/hora-e-vez-de-pardocaCom 20 votos nas próximas 48 horas a colaboração será publicada definitivamente no Portal Literal.

Sua colaboração para o Portal Literal "Microcontos até 50 caracteres ou monofrásicos (10 palavras)" acaba de passar para a sala de votação no site e já pode ser votada no link:http://www.portalliteral.com.br/banco/texto/microcontos-ate-50-caracteres-ou-monofrasicos-10-palavras-1Com 20 votos nas próximas 48 horas a colaboração será publicada definitivamente no Portal Literal.

Sua colaboração para o Portal Literal "O Ceni e outras cenas" acaba de passar para a sala de votação no site e já pode ser votada no link:http://www.portalliteral.com.br/banco/texto/o-ceni-e-outras-cenasCom 20 votos nas próximas 48 horas a colaboração será publicada definitivamente no Portal Literal. Caso não os obtenha, continuará de todo modo disponível no seu perfil no site.

novembro 11, 2008

Link do meu perfil no PORTAL LITERAL. Zeus lhe pague!

http://www.literal.com.br/perfis/araujobueno

Então, depois, os raros leitores aguardam o LINK DE VOTAÇÃO , etc. et nauseum. É.

Escritores pedem voto em semáforos (para publicação no Portal Literal!)

Rito constrangedor esse do P. Literal ! Comentava com o escritor Rodrigo Novaes,
autor publicado ("Vórtice Famigerado"). Filas de Edição; filas de publicação mediante
envio de links aos leitores. Em todo caso, lá, atendo por araujobueno e , para votasrem
nos meus ensaios, poesias ou, muito especialmente - nos meus breves Sci Fi - eis o link:

http://www.literal.com.br/banco/texto/a-fila-1

Ao clicar, estarão (suponho) votando num dos contos que sairão na revista PORTAL
NEUROMANCER no próximo dia 7 . (A)cabalístico isso, não?! Ironia: estarão votando
no conto "A Fila". Lá no Literal há filas; filas de edição, filas de publicação...

novembro 10, 2008

"Tejo"_Na MINGUANTE 12- Nov/2008 (lapsus linguae)

Tejo
Podia nadar, fazer regata. Hoje posso não jogar lixo nene...

Marco Antônio de Araújo Bueno

{O microconto original tinha, como título "Tietê" e terminava com a palavra "nele". Como o mote desta edição era "Fado" achei simpático substituí-lo pelo tão pessoano nome do rio Tejo, "que não passa pela minha aldeia".Mas o que não passou pelo revisor foi "nene"...Também não publicaram na falecida sessão "MICROTEORIAS", congelada há muito, o fragmento teórico da minha tese de doutorado ("Brevidade e Epifania na Micronarrativa Contemporânea") enviado já para edição anterior, e não publicado. Esse lugar de produção teórica da internacional e única revista de micronarrativas, tão prolífico que o desejamos -será que não apostam mais "nene"? Todavia, confira-se o Fado (sem lapsus aqui; aqui não!) no :www.minguante.com

novembro 07, 2008

"Esse Tempo Insondável..." Conto breve (não Sci Fi)

“Esse Tempo Insondável...”

Por Marco Antônio de Araújo Bueno


Despedaçada, invadida pelas entranhas; vísceras expostas como caqui despencado ribanceira abaixo. Quase que jazia sobre superfície lajeada, viscosa, eivada de fibras viscosas vermelhas e globulências esbranquiçadas. Ao redor daquele mosaico destroçado, instrumentos pontiagudos de incisão e sondagem perfurantes e ferramentas percussivas em estado de repouso gritante, transpiravam ainda ofegantes. Imersos naquela pulsação sinistra dos atos irreversíveis. A marcha wagneriana de fundo enroscou e emitia guinchos agudos de estourar os ouvidos. Um celular reclamando em sons de urgência.
Bêbado, com seu avental branco entreaberto, a genitália exposta à fresta da persiana que prometia mais calor pelo nublado metálico, ele estava confuso e exausto apoiando-se de costas numa geladeira escancarada ainda, o pulso esquerdo latejando de tanto cortar e mexer e perfurar, distendia-se ao longo do corpo exangue enquanto o direito alcançava o aparelho numa torpeza que se dissolvia – dever cumprido – pelos ladrilhos ensebados, escorregadios. Hora de prestar contas e planejar as ações seguintes, meticulosamente, contra o tempo e as expectativas tão desfavoráveis ao feito, atendeu: Alô! “Tânia, demorou! Operação melindrosa, deu trabalho sim, ufa! Ta feito!”
Cambaleou, tomou mais uma talagada e começou a jogar água naquele cenário que o manteve em tensão ótima até então. Ao passar o rodo lembrou-se que a área externa estava imunda e escorregadia também, mas o sol já ofuscava a vista pela porta de vidro toda embaçada. Pegou o celular, tonto, meio em êxtase. Nem precisava ir pro México, regozijou-se. Tamanha perícia, planejamento e muita fé no seu taco. Riu-se e lembrou-se do perito...Mas concentrou-se em limpar os vestígios todos daquela lambança. Depois arranjaria o resto, telefonaria...Teria esquecido algum detalhe?Franziu a testa, e aquela...:
“Tânia, minha tesuda, quase ia esquecendo, aquela sua bermudinha verde-musgo, bota ela que o almoço vai ser na mesa da piscina. Vou ligar pro meu amigo, aquele perito do churrasco do hospital. Virá com a namorada, ela faz a salada. Não disse que dava um ranguinho tropical hoje? Quer saber, antes de tudo vou me dar um choque térmico! É, um mergulhão de avental e tudo, pra cortar esta narcolepsia, essa aura de lagosta e caldeirada que me descalderou todo”, e gargalhou em disparada em direção à porta da área, sem ouvir o mas o caseiro não vinha pra limpar de manhãzinha?
Vinha.Veio, esvaziou a piscina e limpou toda a sujeira de folhagem do temporal da noite. Foi-se em silêncio. Ficou a foice: uma mancha vernelho-esbranquiçada de um metro e noventa, a três metros da porta de vidro esfumaçada; dois metros e meio da superfície escorregadia. Quase um simulacro do prato exposto sobre a bancada da cozinha, naquele instante em que Tânia entrou, sentou-se em posição de lótus e ficou meditando se fratura de crânio com morte cerebral não podia virar, com o tempo, alguma forma alentadora de...narcolepsia, depois de tudo. Qualquer virada; com tempo. Não irreversível!

outubro 12, 2008


Capa do livro homônimo de F.C., um clássico de William Gibson, que a revista "PORTAL NEUROMANCER" homenageia. O meu conto "Transcurso de Vida" (aqui no "Festina Lente"), se inserido na categoria "Fantasia" ou "Estranho", poderia constar nesta publicação, assim como o conto "A Fila" (ainda nãio se decediu), não fosse o limite de 15.000 caracteres para cada autor, entre os quais, Ana Cristina Rodrigues, Jacques Bárcia e Fábio Fernandes, este, autor de uma tese de doutorado em F.C. pela PUC-SP :

outubro 06, 2008

TINTA FRESCA: Revista "NEUROMANCER" vem pro Natal

Raras e raros queridos,
A revista "Portal Neuromancer" (os nomes homenagearão expoentes da ficção científica, das utopias, distopias e congêneres), com uma tiragem, cotizada, de 200 exemplares (cada um receberá 20 para divulgar entre formadores de opinião e imprensa literária) trará, em 10 de dezembro próximo, três contos meus, já selecionados pelo editor, o ficcionista e crítico Nelson de Oliveira.Trata-se de uma publicação que privilegia a experimentação com a linguagem e destina-se ao deleite de leitores "raros". Eis os títulos:

- "Processador Central";
- "O Pacote" e
- "Sobre a Explosão na 'E.H.M.' - Desdobramentos"

Mantive a pegada do Conto Breve e, em dois deles, uma simetria no número de linhas de cada parágrafo, além de umas invencionices gráficas para sinalizar marcadores temporais (as ações ocorrem num futuro indeterminado, de cujos contornos, pode-se inferir alterações de linguagem, de clima, de valores, além de usos e contumes peculiares.), contornando as obviedades do gênero.
Disponibilizarei a bibliotecas e núcleos de leitura, livrarias especiais e centros de oficinas literárias parte do material. Outra, a críticos, aficcionados e docentes de universidades.
Os respectivos textos, quando não postados em meus blogs (http://www.literaujobuenopsi.blogspot.com/, p.ex.), ficarão disponíveis por e-mail .
(araujobuenopsi@gmail.com) ou no site editorial http://www.mesadoeditor.com.br/
Agradeço sugestões gerais

setembro 25, 2008

Primeiro CONCURSO DE MICROCONTOS PELO TWITTER-140

Busquem no Google esclarecimentos sobre essa modalidade ágil de comunicação online - o Twitter-140 .
Twitteiros já recolhem mensagens em programas como o "Roda Viva" da TV Cultura. Inscrevi 25 Mcs
de dez palavras (sem título; a exigência era torná-los precedidos do nome do autor mais #140 . Reservo
parte de um dos Fragmentos do meu doutorado à importância do título e a apropriação, pela mídia publicitária
de caráter utilitarista, das micronarrativas que tão bem se adequam aos 140 caracteres previstos pelo Twitter.
Vá lá, trata-se de um momento especial - um concurso de microcontos sem precedentes via novíssimas mídias
que servirão à telefonia móvel (SMS); aos "torpedos" - postei 25 dos meus, monofrásicos e de dez palavras.
O link para acesso a eles (a partir da página 11) e os demais (uns 350 !) é http://tinyurl.com/140letras e o
resultado está prometido para 30 de setembro próximo. Há um frescor nessa iniciativa e algumas esparrelas que
ainda não se revelam à exame mais crítico, naquilo que toca a literatura. Mas, ficar nas conjecturas...Vá lá!
Interessante não ter notado a presença de microcontistas do primeiro time...Desdenharam? Declinaram, prudentes? Subtraídos seus títulos, meus trabalhos restaram um tanto desamparados de recursos semânticos, retóricos. A própria aventura da concisão ficou meio capenga. Terá valido a experiência. Sim, sempre vale.

setembro 16, 2008

"Sobre a Explosão na "E.H.M." -Desdobramentos"

ATENÇÃO:

Recém saído do forno, na linha experimentalista de ficção temporal (sem marcadores temporais), o conto
não tão breve (exatas 99 linhas) em parágrafos de 12, estará à disposição de leitores "raros" a partir da visita de
número 3.000 do "Festina Lente". Há que merecer alguma pompa nessas circunstâncias. Por comprometimento
editorial e disputa de prêmio literário, fornadas recentes hibernam, majestosamente pulsantes. É tudo.

agosto 01, 2008

Personagens voltando, ficção breve e www.euautor.com.br

Esta é uma ilustração do narrador-personagem do conto "Hora e Vez da Pardoca", que concorreu ao "Off-Flip/08" e está resguardado para publicação a ser divulgada. Mediante solicitação, observados certos critérios, posso enviá-lo desde que solicitado via e-mail (araujobuenopsi@gmail.com) com o cuidado de mantê-lo inédito por quaisquer meios.
Enquanto aguardamos a nova edição da revista internacional de micronarrativas (http://www.minguante.com/) que trará, na seção "Microteorias", o primeiro fragmento do condensado da tese de doutorado qualificada no último (mesmo) 13 de Setembro e um microconto-despedida da incursão por essa forma, publiquei uma dúzia de textos de diferentes gêneros no recente site de relacionamento para gente de leitura e escrita, o http://www.euautor.com.br/ . Só não consegui carregar os fragmentos teóricos da tese (disponíveis, junto ao meu Memorial na Unicamp e mais trinta microcontos monofrásicos de dez palavras, ilustrativos da tese de doutorado, no http://www.mesadoeditor.com.br/ ) Talvez por causa da extensão... No forno, a massa documental para as minhas ficções científicas breves, na linha d'O Pacote", também acessível via e-mail. Que entre Agosto!

julho 10, 2008

"Mea Culpa"_poema, enfim. (conc. ao "Off-Flip"/08)

Mea culpa

Por Marco A. de Araújo Bueno



Pequena multidão, eclética;
Congraçamento cúmplice,
Acolhedor, homogêneo.

De fronte à Matriz, acética,
Jovem estirado num banco
Recobra-se (temporal crise epilética).

Ergue-se do caos; constrangimento;
Disfarça a cicatriz da baba ao lado
De gente alheia a seu momento.

Meus olhos acompanham; acaba
Ali, empático, nosso sofrimento sumido
No meu distanciamento, antiético, assim?

Pois ajeitando cabelo em face pálida,
Por fresta entre vultos e ruído em volta,
Volta e crava os olhos justo em mim.






junho 24, 2008

"O Pacote"-Ficção científica breve-Ilustração (sigilo por concurso)


Ilustração do Conto "O Pacote", preservado inédito para concurso. Envio mediante solicitação por eimail (araujobuenopsi@gmail.com) e observância de alguns critérios.

junho 20, 2008

Há 20 dias do prazo para banca de doutorado:

[Recebido ontem, dia 19, por volta das 22:00h. O convite inicial, dia 09, foi filtrado pelo anti-span do provedor]
Prezado Marco Antônio
Como vai?
Só agora consegui uma trégua para te dar um retorno sobre o seu convite. Reavaliando minhas atividades no mês de agosto, percebi o quanto estou de fato sobrecarregada e como corro o risco de não dar conta de forma satisfatória dos compromissos já assumidos. Por isso, não posso aceitar seu convite. Gostaria de me desculpar por ter criado a expectativa de que eu poderia compor sua banca e viabilizar o encaminhamento de sua situação atual, mas eu de fato me mobilizei pela curiosidade em relação ao seu trabalho e pela tentativa de abrir um espaço no mês para ir até Campinas. Mesmo assim, quis conhecer o seu estudo e li com muito prazer. Pareceu-me, de verdade, muito interessante. Gostei demais dos mini contos, que são bem mais inventivos do que os que já li de outros autores. Quanto ao texto da qualificação propriamente dito, há uma profusão de idéias e de autores citados, que talvez mereçam uma ordenação melhor ou mesmo um desenvolvimento mais detido em cada passo, pois contém insights valiosos. A brevidade, nesse caso, atropela um pouco o caminhar da análise. Achei que você é realmente um escritor. Um ótimo escritor. E se me permite opinar, eu não o vejo tanto como acadêmico ou doutor em... teoria do gênero (?), mas como um criador de narrativas densas e diminutas, cápsulas explosivas, pílulas de alcance ilimitado. Por que não se dedicar a isso, publicar seus textos para um púiblico mais amplo e mais versátil, uma vez que seu projeto (como você me disse ao telefone) não é a docência? De qualquer modo, hoje pude me deter nos seus escritos e te enviar essa pequena mensagem, mas não terei essa disponibilidade no segundo semestre. Espero ver você publicado e lido por quem não se importa com sua titulação. Ainda assim, se for mesmo o seu desejo completar esse ciclo já começado, torço para que você finalize com sucesso.
Um abraço
Yudith Rosenbaum
Dep. Literatura Brasileira- USP


[OBS.: O Prof.Dr.(e escritor) Fernando Paixão confirmou presença na banca]

junho 16, 2008

O título? Ora, títulos...

Eis uma bela estrofe de poema, do José Régio, cujo título não importa aqui.
Digamos que seja de domínio público. Defeco e caminho para títulos, aliás.
E, aliás, não é o caso do título do poema, apenas dispensável neste caso:

(...) "Ah, que ninguém me dê piedosas intenções !
Ninguém me peça definições !
Ninguém me diga: "vem por aqui" !
A minha vida é um vendaval que se soltou.
É uma onda que se alevantou.
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou,
-Sei que não vou por aí !

maio 21, 2008

Diaólgo com W.Gorj sobre aprovação na exame de qualificação_13/05/08

Para: Marco Antônio de Araújo Bueno (araujobuenopsi@gmail.com)

Obrigado pelo material. Prometo ler e, mais à frente, opinar.

Desejo sucesso em sua missão impossível. Na verdade, nossa. A micronarrativa tem um time grande, não é mesmo?

Abraços.
Wilson Gorj
[Autor de "Sem Contos Longos", do Jornal "Lince" e do site "O Muro"]

Marco Antônio de Araújo Bueno escreveu:
Caro Wilson, aí vai. Tenho 60 dias para apresentar uma tese
convencional, clássica, com uma aprofundada discussão teórica sobre a
questão dos gêneros literários e mais o "Mil PLatôs" do G. Deleuze,
etc., etc. ; é a forma como a Unicamp, pela figura do prof. convidado
para a banca (representando o IEL - Instituto de EStudos da Linguagem-
o reduto da literatura oficial na universidade) faz valer a questão da
demarcação de territórios do saber. Ora, quem é esse tal de Marco
Araújo Bueno que, da Faculdade de Educação (ainda que da Área 7-
"Educação, conhecimento, Linguagem e Artes") ousa inaugurar estudo
sobre micronarrativa, quando tal espaço ainda nem foi esquadrinhado,
loteado com linhas de pesquisa, dotação de verbas, "especialistas"
indicados, etc., etc.? Pois querem extensão no estudo sobre brevidade,
cerca de 250 pp., formatação careta, e demais quisitos que me
obrigariam a levar esse padadoxo ao extremo, em tempo record. Meu
orientador já está dando sinais de que estarei sozinho (Junho será mês
atribulado para ele) e cabe a mim costurar as conveniências de
disponibilidade de uma banca de pelo menos quatro profs convidados.
Pois bem, falei com Raimundo Carrero (que cito logo de início nos
fragmentos); ele topou de cara.Falei com Olgária Matos (Filosofia da
USP) que, ao vltar do exterior dará resposta. Tudo apontando para uma
"missão impossível". Gostaria que opinasse.
Abração

--
Marco Antônio de Araujo Bueno
CRP/06- 09357 http://lattes.cnpq.br/2942046816514806

abril 17, 2008

COMUNICADO ACADÊMICO

Ilmo(a). Sr(a).


Informamos a vossa Senhoria que a CPG/FE aprovou a composição da Banca
Examinadora Exame de Qualificação de Doutorado do(a) aluno(a) Marco
Antônio de Araújo Bueno, intitulado: “Brevidade e Epifania na
Micronarrativa Contemporânea.”, para o dia 13/05/2008, às 14:00 horas,
Sala de Defesas -Bloco A - 1º andar , desta Faculdade de Educação.
A Banca Examinadora ficou assim constituída :

Prof. Dr. Joaquim Brasil Fontes Júnior (Orientador(a) – FE/UNICAMP
Prof. Dr. Silvio Donizetti de Oliveira Gallo (Membro Titular) - FE/UNICAMP
Prof. Dr.Carlos Eduardo Ornelas Berriel (Membro Titular) – IEL/UNICAMP
Profa. Dra. Regina Maria de Souza (Membro Suplente) - FE/UNICAMP


Atenciosamente,

Prof. Dr. Silvio Donizetti de Oliveira Gallo
Coordenador de Pós-Graduação
Faculdade de Educação - UNICAMP

abril 04, 2008

Citação que inspira minha tese de doutorado - Unicamp/08

"(...) desejaria reunir uma colecção de contos de uma única frase, ou de uma só linha, se possível."
Italo Calvino - seis propostas para o próximo milénio.



{Do site de L. Eine, o editor da Minguante que sugeriu ao Carlos Seabra, que intitulasse seu e-book de micronarrativas de "E-pifanias". Em 2007, eu, no rastro de Santo Tomás de Aquino, de Jacques Lacan, de Júlio Cortazar e, especialmente, de James Joyce(no embrião do que seria o "Retrato do Artista Quando Jovem" e pelas notas melodiosas de seu "Ulisses") já intitulava minha tese assim: "Brevidade e Epifania na Micronarrativa Contemporânea". A idéia: sustar,com competência lingüística, um conto brevíssimo(trabalhei com os de dez palavras, monofrásicos ou com menos de 300 caracteres)poderia suscitar, no leitor não preguiçoso, algo da órdem de uma revelação súbita - epifânica! Joyce achava que isso era ofício do homem de letras - colher fragmentos do chão mais trivial, mais comezinho do cotidiano e torná-los epifânicos, literalizando-os.No Brasil, de Machado de Assis a Dalton Trevisan, passando pelo capítulo de frase única("Natal") no João Miramar do Oswald
Na "Poética"(cap. XVIII), Aristóteles,aplicando brevidade na Odisséia (!) já apontava a concisão como desejável ao efeito no leitor. Em Santo Tomás, o Brevitas;Contemporâneos? Pois bem, a metáfora do iceberg de Hemingway e a idéia de "história aparente" e "história oculta" em Ricardo Píglia e mais Tchekhov e Poe - tudo apontando para a condensação e a elípce(se bem lembramos Freud, inclusive para o efeito anedótico...)como recursos narrativos que, quando radicalizados, potencializariam efeitos impactantes,epifânicos! Ora, há uma trajetória e tanto nisso tudo, reduzida (ou, não desenvolvida nem mencionada)no prefácio ao "E-pifanias" editado (e prefaciado)pelo Sr.L. Eine, a quem dou os devidos créditos pela citação de Ítalo Canvino.Parabéns a nós todos, portanto, inclusive ao escritor Marcelo Spalding Perez, autor da dissertação de mestrado(pela UFRGS) que, com a integridade e generosidade intelectuais tão rarefeitas hoje,oferece-nos um desbravador itinerário acadêmico por estas sendas,tão afeitas à hipermodernidade, como o diria Gilles Lipovetsky.

março 06, 2008

fevereiro 29, 2008

Microconto 14: "Desertor no Deserto"- Partes I e II_ Inspirado do filme"Paradise Now"-publicado na Minguante 9

A única revista internacional exclusiva de micronarrativas - www.minguante.com -
acaba (hoje, no 29 de Fevereiro de 2008 - bisexto)de publicar o Microconto 14 -"Desertor no Deserto". O mais curioso: trata-se de um micro de dez palavras, estilisticamente dividido em duas partes: Parte I e II (ambas com dez palavras). Eis
um dos achados com que tenho me deparado, na construção exploratória desses MCs para a minha tese de doutorado e,ao que tudo indica, acolhido mesmo, pelos meus pares, em sua inusual estratégia de desdobramento. Pelo que me consta,há algum ineditismo nisto e a bandeira que precede o nome do autor (o site tem cerca de uma centena, entre portugueses, brasileiros, angolanos, etc.)é a bandeira do Brasil. Isso não é um "piriquipaque" ufanista. É a expressão de uma conquista muito contente. E como diria o escritor e ficcionista Nelson de Oliveira -"(...)não há espaço para a modéstia na literatura contemporânea!" Há MCs meus publicados nas três edições anteriores da conceituada revista. E eu estou muito satisfeito com isso. Ponto!

"Ração de Ser" - Microconto 23; dez palavras

23. “Ração de Ser”

Procuro desesperadamente, minha boxer, alguém para trocar ração por razões...

fevereiro 06, 2008

fevereiro 04, 2008

"Casas de Praia" - Microconto 21(Dez palavras)

21. “Casas de Praia”

Visitou-a para botar reparo na torneira. Vedações expostas (...) – botou reparo!

janeiro 10, 2008

"Minha Contradição: o Fim da Picada"

20. “Minha Contradição: o Fim da Picada”


Percevejo, percevejo...Este crava fotos com tradição familiar. Aquele – bicho!