Google+ Badge

PROSÓDIAS

FACEBOOK

FESTINA LENTE PELO MUNDO

Map
Loading...

Follow by Email

BO ! (aramaico)

fevereiro 22, 2009

"Brevidades ao Ponto"(meu e-book no bookess.com)





http://www.bookess.com/read/634/quotbrevidades-ao-pontoquot/

A imagem que ilustraria a capa dessa experiência com e-book (como bom veículo para breves e micros)saturou-a.Ao utilizar esta, agora,pretendo fazer uma alusão alegórica da questão do "corte", como operação essencial na construção desse tipo ne narrativa.João Cabral já o preconizava paraa poesia, Amós Oz sentenciava, na FLIP/06 que o difíssil não o escrever, mas o cortar; tantos outros, como Dalton Trevisan, José Eduardo Degrazia, com sua prosa condensada e, daí - explosiva-,utilizam lupas e canetas-bisturi para lograrem a precisão cirúrgica de suas escolhas e intervenções na economia textual. Não se trata da "palavra justa", quero crer, mas do sintágma potencializado pelas condensação, enquanto "redução eidética", conforme observa a Leyla Perrone-Moisés com toda a propriedade. Colocarei breves,contos no gênero sci-fi e alguns microcontos, inclusive aqueles com mais de dez palavras,sobre cujas estruturas sintagmáticas e presumíveis efeitos epifânicos dissertei no doutorado(Unicamp/2008).O livro permanece aberto, ainda que perto das setenta páginas alcance um bom grau de conforto para leitura em tela. Para acedê-lo basta clicar na capa e nas páginas; as folhas virtuais vão se virando como podem, se é que me entendem.
Postar um comentário